Saúde e Sexualidade Juvenil

Página Inicial  >  Saúde e Sexualidade Juvenil  >  Sexualidade  >  As expressões da sexualidade
  A resposta sexual feminina A resposta sexual feminina
A sexualidade feminina e as suas expressões

Tal como no homem, a resposta sexual feminina caracteriza-se por quatro fases:

  • Desejo;
  • Excitação;
  • Clímax ou orgasmo
  • Resolução ou regresso ao ponto inicial.

 

O desejo pode ser desencadeado por estímulos internos ou externos, podendo ser desencadeado pelo simples facto de vermos alguém que nos atrai ou sentir o cheiro dessa pessoa.

O modo como pensamos e nos sentimos física e emocionalmente influenciam o desejo, sendo este variável de pessoa para pessoa, assim como, em diferentes momentos ao longo da vida. Biologicamente estará dependente, nos dois sexos, dos níveis sanguíneos de testosterona.

A fase da excitação caracteriza-se por uma reacção fisiológica ao desejo e à atração física, em que ocorrem uma série de alterações que preparam o nosso corpo para uma relação sexual.

Na mulher, o intumescimento ligeiro dos lábios exteriores da vagina e o aumento da lubrificação dentro desta ocorrem na fase inicial tal como a erecção no homem.

À medida que a estimulação sexual aumenta, aumenta também a excitação e surgem outras respostas físicas, tais como:


• respiração ofegante;

• coração acelerado;

• ereção dos mamilos.

Quando a excitação aumenta, a parte mais funda da vagina “expande-se em forma de balão” pelo que só a parte exterior se encontra em contato directo com o pénis durante as relações sexuais.


 

O orgasmo caracteriza-se como o momento de maior prazer da relação sexual.
A mulher nem sempre pode atingir o orgasmo ou clímax.

Durante esta fase, na mulher ocorrem alterações fisiológicas como contrações das paredes vaginais e dos músculos pélvicos, aumento do ritmo da respiração e dos batimentos cardíacos.  

A estimulação do clítoris pode ser fundamental para algumas mulheres atingirem o orgasmo. É importante que se reconheça que diferentes mulheres têm diferentes formas de atingirem o orgasmo.

 

 

Nesta fase, a sensação de intumescimento ou congestão pélvica, ou seja, a sensação de excitação no geral, pode demorar mais tempo a desaparecer, especialmente se não atingiu o clímax.


As mulheres não têm o seu potencial orgásmico limitado por um período refratário, como no homem, ou seja, se uma mulher for submetida a novas carícias, novos estímulos, ela poderá estar em condições físicas de ter novamente um orgasmo.
 


• A lubrificação vaginal pode manter-se escondida dentro da vagina, especialmente quando a mulher está deitada. Ambos os parceiros podem pensar que ela não está a responder quando de facto está. Lembra-te que a excitação no homem (ereção do pénis) é mais óbvia que na mulher.

• Na maioria das relações sexuais iniciais os orgasmos são raros para as mulheres, e ambos os parceiros podem ficar extremamente ansiosos em relação a esta questão.  É fundamental que a mulher se sinta descontraída, confiante e liberta de pressões. Enquanto que a ansiedade na relação pode levar o homem a ejacular mais rapidamente, na mulher pode impedir o orgasmo.

• A angústia, a ansiedade, o cansaço, a tristeza, empobrecem e reduzem o desejo sexual, dificultando consequentemente o desenvolvimento das fases libidinais, inibindo a resposta sexual. Pelo contrário, a alegria, o bem-estar e os efeitos positivos em geral, favorecem o interesse e o funcionamento sexual.

• De acordo com algumas teorias, existe um ponto no interior da cavidade vaginal que é extremamente sensível à pressão profunda, ou seja, é preciso uma pressão firme, só possível em determinadas posições na relação sexual para que se encontre este ponto. Fica situado na parede anterior da vagina e a cerca de 4cm da entrada. O tamanho e a localização exata varia. O primeiro médico que o descreveu foi Grafenberg (1950) e por isso ficou conhecido como o Ponto G. Quando estimulado, aumenta de tamanho e conduz ao orgasmo em muitas mulheres.  

 


Partilha esta informação E-mail | Facebook | Twitter
pesquisa
eventos
fala connosco
Linha da Juventude707 20 30 30
Linha
da Juventude
Ponto Já
   
Sítio acessível
segundo as normas do W3C