Centro de Informação para Jovens Lusodescendentes

Plano Nacional de Ética no Desporto

 

Eventos

Página Inicial  >  Eventos  >  Cultura
  Exposição “Arte a 4 Mãos” de Carminda Ribau e Fernanda Tavares no IPDJ de Aveiro Exposição “Arte a 4 Mãos” de Carminda Ribau e Fernanda Tavares no IPDJ de Aveiro
Agenda e vem ao IPDJ de Aveiro apreciar a arte de Carminda Ribau e Fernanda Tavares
Cultura Data: 03-07-2018 a 27-07-2018 Agenda: Regional Região: Centro Distrito: Aveiro Município: Aveiro Local: Aveiro | Serviços do Instituto Português do Desporto e Juventude Promotor: Instituto Português do Desporto e Juventude - Serviços de Aveiro | Carminda Ribau e Fernanda Tavares Contactos: E-mail: lojaja.aveiro@ipdj.pt
Descrição

Vai estar patente nos Serviços Desconcentrados do Instituto Português do Desporto e Juventude de  Aveiro, entre 3 e 27 de julho de 2018, a Exposição “Arte a 4 Mãos”, de Carminda Ribau e Fernanda Tavares.

Carminda Ribau, vai expor:

  • caixas de madeira,
  • frascos,
  • molduras e
  • telhas

aplicando técnicas de:

  • pintura,
  • casca de ovo e
  • decoupage.

Fernanda Tavares apresenta:

  • bijuteria,
  • porta-chaves e
  • porta-moedas.

Agenda e vem ao IPDJ de Aveiro apreciar a arte de Carminda Ribau e Fernanda Tavares

 ********************************

Breve bibliografia

* Carminda Ribau, natural da Gafanha da Nazaré, Licenciada em Educação de Infância, trabalha como assistente operacional num Jardim de Infância.

Desde pequena que o gosto pelas linhas e tecidos a acompanhou. Mais tarde a curiosidade despertou o interesse por fazer formação em várias técnicas e o gosto aumentou.

Começou com a técnica do guardanapo, reutilização e reciclagem de materiais, casca de ovo, aplicação de tecido em t-shirts, fraldas e outros acessórios.

Participou no Festival de Bacalhau com um espaço de exposição na tenda do artesanato.

* Fernanda Tavares, natural de Cacia, trabalha como assistente operacional num Jardim de Infância.

Quando era adolescente estudou num Colégio e teve aulas de lavoures o que lhe despertou o interesse pelos trabalhos manuais. Mais tarde começou a fazer colares de trapilho e as encomendas começaram a surgir aumentando assim, o gosto por fazer mais e sempre mais.

Com o passar do tempo foram surgindo outras ideias e foi fazendo coisas diferentes: anéis, pulseiras, colares etc.

A divulgação dos seus trabalhos, foi sempre feita, entre amigos e amigos dos seus amigos.




Partilha esta informação E-mail | Facebook | Twitter
pesquisa
eventos
fala connosco
Linha da Juventude800 203 050
Linha
da Juventude
Ponto Já

Subscreve as nossas novidades - RSS





Eurodesk

   
Sítio acessível
segundo as normas do W3C